Compre o seu Exemplar com esta biografia sobre a folclórica moradora de rua que vagou pela Rua Chile entre os anos 60 e 70. Andava sempre vestida de roxo ou de preto, dizia o Palácio Rio Branco era dela e a Rua Chile também. Ela pedia esmolas a mulheres que iam às lojas da rua Chile para fazer compras, mas não aceitava moedas.Ela só aceitava notas, pois dizia que seu rosto estava estampado nelas. Ela faleceu em 05 de abril de 1997, no Hospital Irmã Dulce e foi sepultada como indigente. www.ludicoeditora.com.br

 
WWW.LUDICOEDITORA.COM.BR